Games

Project Cars 2 Dev explica como a EA "tentou ferrar" a Slightly Mad Studios

Clique para ver a imagem em tamanho original


Durante o último episódio do podcast com o youtuber SpotTheOzzie, o CEO da Slightly Mad Studios falou sobre seu relacionamento com a Electronic Arts, relatando sua experiência na época do desenvolvimento do Need for Speed Shift e NFS Shift 2.

Ian Bell certamente não limitou-se em seus comentários:


"Criamos um jogo chamado Need for Speed: Shift, fizemos um jogo chamado Shift 2 e EA veio para mim e disse: " Nós lhe daremos 1,5 milhões se você concordar em não conversar com qualquer outro editor, concordar com outros jogos ou trabalhar em qualquer outro acordo com qualquer outra desenvolvedora, e daremos 1,5 milhão e assinaremos Shift 3."


Então eu disse:


"Tudo bem, isso parece um bom negócio. Peguei os 1,5 milhões, paguei muitos bônus a equipe e, duas semanas antes de começarmos o desenvolvimento de Shift 3, foi cancelado sem aviso prévio. Eles disseram "já não estamos trabalhando mais nisso".

Estávamos em apuros, não tínhamos nada. Estávamos arruinados. Eles literalmente destruíram nossa empresa. Eles tentaram nos matar, eles tentaram roubar nossa tecnologia também. Eles tentaram nos ferrar, não há outra maneira de classificar. Isso é o que eles tentaram fazer."


Ian Bell também se referiu à EA "como *ho *es e monstros corporativos" afirmando ainda que "a pior pessoa é Patrick Söderlund" e também conclui com "Não temos amor pela EA e esta empresa".
Fonte: Gametransfers.
Postado a .
Por Mark.
Tags: