Produtores da série buscaram evitar o uso excessivo de CGI para não quebrar a imersão do público.
Publicado por ViniSD, em .
Em uma entrevista feita à revista Première na edição de setembro, os produtores da série The Witcher da Netflix, Andrew Laws e Lauren Schmidt Hissrich, revelaram que reduziram o uso de efeitos computadorizados, ou CGI, durante as filmagens e pós-produção do show, a fim de ajudar os atores e, consequentemente, preservar a imersão do público.

Laws disse:

Eu não gosto de ver o ator agir na frente de uma tela verde ou falando com uma bola verde. Queríamos algo real, mesmo para as sequências de combate.

No entanto, ele garante não será "o primo pobre de O Senhor dos Anéis ou Game of Thrones", pois a Netflix tem sido generosa em termos de orçamento, mas ele cuidou para que o padrão de efeitos fosse constante, a fim de não distrair o público da história.

Se você cria um excelente CGI em uma cena, precisará manter o mesmo nível de qualidade para todas as outras. (...) Filmamos cenas gigantes e demos a nossa série um padrão de produção digno das telonas.

Lauren Schmidt Hissrich, produtora executiva e roteirista da série, concordou, mas também explicou que não queria que a série se parecesse com o game.

Era importante que a série tivesse um estilo autêntico. Já existe um excelente game e não queríamos que a série se parecesse com ele.

The Witcher estreia na Netflix ainda neste ano.
ViniSD
ViniSD
Equipe do Site